Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

segunda-feira, outubro 10, 2005

Sentimentos escondidos

Há momentos em que nos sentimos inspirados, em que as palavras fluem naturalmente, não estou porém preocupado se hoje é um desses dias ou não. Aquilo que venho aqui escrever hoje não necessita de inspiração especial, pois é a verdade.

As pessoas têm medo de exprimir os seus sentimentos, de demonstrar o seu afecto pelos outros, pelo menos nós portugueses, em geral, somos assim. Fechamo-nos em nós, com receio de sermos mal interpretados, com receio de nos expormos, de não sermos correspondidos, mas a Amizade, o Amor, o Carinho devem ser vividos sem medo, sem serem aprisionados. Do outro lado há alguém que necessita dos nossos sentimentos e que não sabe ler o nosso coração, há alguém que necessita da nossa mão, do nosso conforto, ...

Sentir e não expressar, somos muitas vezes especialistas nisso e com isso perdemos a oportunidade de ser um pouco mais felizes e de levar a felicidade aos outros. Sofremos com medo de não sermos dignos do Amor, de fazermos alguma estupidez ao expressar os nossos sentimentos. Como em todas as regras há excepções… mas estás disposto a inverter a regra? Basta de sentires aquela vontade dentro de ti que não se concretiza, dá-te, abre-te mais aos outros e receberás muito mais também…

Um grande bem-haja para ti!

10 comentários:

bastard_o disse...

olha, um grande bem-haja p ti tb!!!

Anónimo disse...

http://praiadaliberdade.blogspot.com/

sendyourlove disse...

Não existe nada tão bom como o exemplo para ensinar alguma coisa a alguém...percebeste?...Beijos gordos

Funny disse...

É tão bom escrever e perceber a forma como isso gera sentimentos, emoções, pensamentos e opiniões nos outros.

Apenas deixo uma nota final, a minha escrita (como já disse noutras ocasiões) não pretende ser um refúgio ou desabafo, mas sim uma partilha e um desafio colectivo. É um objectivo difícil de alcançar, mas com a vossa colaboração, de quem passa, lê ou comenta... é possível avançar.

Obrigado a todos!

G.E. Cidade Morena disse...

É.. uma grande verdade tudo isso que você falou..

Digam oque disserem O mal do século é a solidão, cada um de nós imerso em sua própria arrogancia, esperando por um pouco de atenção.. (Renato Russo)

Por outro lado, assim como você, tem muitas pessoas que já notaram isto e estão fazendo a sua parte..
(eu sou uma delas..)

A questão mais importante do mundo é :"Oque estamos fazendo pelo outro?!

Carpe Diem para fezer o bem..

G.E. Cidade Morena disse...

Eu sempre gostei do seu blog, por este motivo estou pegando o seu selo e colando no meu blog..
assim vai chamar mais atenção, e poderei dividi-lo com meus amigos..

Carpe diem..

Freddy disse...

Há alguma coisa neste post que me escapa mas até nem concordo mto contigo quando dizes que por vezes falta expressão de sentimentos nos portugueses...

Saudades da Zona Franca

js disse...

... note-se no entanto que o contrario também é verdade... ou seja há pessoas que nada sentem e fazem grandes declarações....
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt e http://mprcoiso.blogs.sapo.pt (movimento PR'ó Coiso)

fairy_morgaine disse...

sabes, de alguma forma, sinto que isto foi escrito especialmente para mim.
ontem tentei dizer as mesmas coisas por outras palavras à pessoa que amo.
mas eu tento expressar. e isso por vezes assusta...sabias?

Funny disse...

sim, percebo q no q toca a sentimentos, mtas vezes é complicado agir ou reagir... esse receio pode demonstrar q é algo verdadeiramente importante para nós e nesse caso, devemos deixar que o Amor aja, pq qm dá Amor, qm é Amor, n tem q ter medo... pois o medo gera sentimentos contraditórios e opostos ao Amor. O medo aprisiona e o Amor liberta. Força