Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

quinta-feira, junho 09, 2005

Como estás? Vai-se indo!

“Como estás?”
“Vai-se indo!”

Esta é uma das respostas mais tradicionais, das que mais oiço, e se sinceramente nalguns casos as circunstâncias da vida podem-nos condicionar momentos da vida mais atribulados, genericamente é uma afirmação de quem passa ao lado da vida!

Passar ao lado da vida
E passar ao lado da vida, não é somente não ter a oportunidade certa, estar num contexto favorável, é no meu entender não ter encontrado nem descoberto o essencial da vida, de Deus, de si próprio e dos outros. Mais grave em muitos casos é nem sequer ter procurado.

Até quando as pessoas viverão na ilusão de que a vida é um palmo de mão? Quero com isto questionar até quando reduzirão a vida a uma insignificância “mundana”, circunstancial e física?

És muito mais... somos muito mais...
Nunca sonhaste, pensaste ou admitiste que a vida É algo espectacular e de uma profundidade e intensidade tal, que cada minuto, cada dia é uma oportunidade única para em primeiro lugar:
- conheceres o teu “eu”,
- descobrires o ser espiritual que ÉS, e
- perceberes que tudo tem um sentido
- …

E depois … bom deixarei o depois para um novo post…


Ah e se nunca ninguém te tinha dito isto ou não fazias a mínima ideia, EU ESTOU-TE A DIZER AGORA!!

2 comentários:

Teresinha disse...

ola...
passei por este teu blog por acaso... e gostei muito deste texto!!!
realmente tens toda a razao. tambem ja dei por mim a pensar nessa frase tao tradicional... para mim pelo menos a vida nao me passa ao lado ;) tenho-a aqui mesmo perto de mim e sorriu para ela. sim porque quem nao sorri para uma coisa boa ou é burro ou nao tem arte :P hihihih
bem... passa no meu blog e se gostares comenta ;)
bjokas******

fairy_morgaine disse...

pensar é um vício potencialmente doloroso