Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

terça-feira, outubro 26, 2004

Bate leve, levemente
Com uma força impressionante.
Hoje escutas, amanhã ouves,
Mas quando prestarás atenção?
Nada te incomoda, na tua tranquilidade desconcertante
És forte e seguro, mas mais frágil que uma flor.

O mar avisa-te da turbulência que já fez tombar mts barcos,
A brisa sussura-te conselhos de sensatez
E o sol ilumina o teu caminho convenientemente.
Ponderadamente, num acto invulgar de auto-reflexão séria
Dás-lhes razão, mas tudo continua igual...
Sabendo que o ladrão anda a rondar a casa,
Não esperes q a casa seja assaltada... para pores as trancas!


2 comentários:

Joaninha disse...

Oi Funny, por onde andas...vim deixar um bjinho e não te encontro actualizado, volta logo. ****

Funny disse...

Obrigado Joaninha ;)