Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

quarta-feira, abril 25, 2007

Alegria e juventude

Quem na vida perde a alegria, a juventude, a irreverência, perde o paladar da vida.

Age como se nunca ninguém tivesse a ver, nem te fosse julgar, age sem que te julgues a ti próprio. A beleza e profundidade da vida não se compadece com receios e temores que em nada contribuem para desfrutar da vida.

Arrisca a ser feliz, verás que compensa.

Obrigado por existires!!

1 comentário:

Emanuela disse...

Oi. Foste indicada. Vá ao meu blog para ver como. Abraços!