Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

quarta-feira, novembro 01, 2006

Nas estradas do futuro I

Caminho pelas estradas do futuro e vejo que a relação entre as pessoas mudou.

As palavras são apenas mero complemento da comunicação. As emoções e transmissão de pensamentos são as formas privilegiadas.

Reparo que têm menos bens, não porque tenham menos capacidade financeira (até têm mais em virtude da melhor distribuição e da perda dos complexos de riqueza), mas porque partilham, fazem um uso racional dos recursos e existe um maior desprendimento dos bens materiais. Vivem melhor.

As pessoas são mais próximas umas das outras e são mais felizes porque compreendem o seu eu e a sua vida, por uma razão muito simples, cada um sabe que cria o seu rumo e percebe-o.

Cruzo-me com algumas pessoas e há algo diferente, não usam roupa, e é também muito simples pois não existe qualquer pudor ou vergonha, já que o corpo é todo ele digno por igual e a Humanidade controla o clima sem prejudicar o ecossistema.

5 comentários:

(L)oca disse...

Gostava de ser assim tão optimista...mas de qualquer maneira quero fazer parte desse futuro...

Sereia disse...

Passei por aqui, e adorei ler, o que vi.
è verdade, mas é pena que muita gente não pense da mesma forma.
Bom fim de semana
Beijo
Sereia

pandora disse...

Quase que apetece dizer: "deixem-nos sonhar", ter essa capacidade que já nem as crianças têm, de não ter vergonha, de não ter medo de ser pobre, de partilhar. Mas já lá vai o tempo em que as palavras serviam para comunicar, ou tivessem mesmo qualquer valor. Hoje as palavras são usadas como quem muda de roupa, sem qualquer tipo de responsabilidade, proferidas e desmentidas ao sabor do interesse de cada um.

eco de mim disse...

"Humanidade controla o clima sem prejudicar o ecossistema"? I wish! és mm um homem de fé, um optimista, um sonhador, ñ és? infelizmente a Humanidade ñ consegue fazer nada sem prejudicar seja o q for...

Funny disse...

Confesso que gosto de sonhar, mas sou mais do que um sonhador. O Homem é capaz de muito mais do que muitas pessoas acreditam, tem é seguido o caminho errado, eu pretendo contribuir para a mudança.

Quanto às palavras podemos na nossa vida, redefinir o seu sentido.

Não esperem pelos outros, sejam vocês a avançar com a mudança que querem ver.

Beijos