Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

sexta-feira, março 11, 2005

O tempo que não há e se gosta


Numa sociedade em que ninguém tem tempo para nada, para si, para a família, para o lazer, para o espírito, para os amigos...

Numa sociedade em que o tempo é crucial e decisivo para chegar a horas ao emprego, para tomar uma decisão, para fazer um negócio...

Numa sociedade em que o Deus tempo é rei e senhor da vida de muitos e outros tantos...

Às vezes sabe tão bem não ter tempo para nada!

2 comentários:

bastard_o disse...

sabe bem qdo vês q o tempo que (nao ) t sobra é resultado de uma vida bem preenchida...só nao sabe bem qdo alem desse sentimento, sentes tb n fazer nada...

fairy_morgaine disse...

bom mesmo é preguiçar na cama sem compromissos sem nada..
só mesmo preguiçar.