Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

sábado, fevereiro 26, 2005

Disparates acertados sobre "o caminho", nós e Deus...

A cada dia que passa ouço mais uma pessoa a dizer que não sabe qual é o rumo, está confusa, não sabe que Deus é este que existe (e no caso de alguns católicos que este Deus "católico" levanta-lhe sérias reservas).

Bom em primeiro lugar quero esclarecer que não há um Deus católico, judeu, islâmico ou budista. Há um Deus, ponto final parágrafo.

Segundo, é verdade que Deus não é exactamente como cada uma das religiões o apresenta, acima de tudo não é um Deus autoritário e exigente no sentido de nos impor alguns comportamentos e determinar de forma linear a nossa vida. O Homem foi feito à imagem e semelhança de Deus, mas o que nós fazemos é criar um Deus à imagem e semelhança do Homem... É um Deus de Amor e Liberdade e tudo o que nas religiões afecte esta realidade parece-me errado.

Quando colocamos dúvidas de se acreditamos em Deus, temos que ter algo definido, de que Deus estamos a falar? Quando não conhecemos uma pessoa não a podemos deixar entrar na nossa vida, com Deus é o mesmo.
Ou se pensamos que uma pessoa é de uma determinada maneira e não gostamos disso não a queremos próxima de nós, mas quando afinal percebemos que tínhamos uma ideia errada, podemos passar a ter muito gosto em estar com ela e conhecê-la.

O que quero aqui partilhar é que existe um caminho, um rumo, que nos pode orientar, cada um à sua maneira, saudavelmente somos diferentes (também não queria ninguém igual a mim :P), e que esse caminho extravassa o lado físico.
Ainda que não fosse necessário, as próprias ciências humanas o afirmam e estudam cada vez mais a importância da dimensão espiritual habitualmente (e infelizmente) negligenciada.

3 comentários:

fairy_morgaine disse...

falas das ciências humanas, tens alguma formação nessa àrea?
de resto concordo contigo.

Funny disse...

Não tenho nenhuma formação na área das ciências humanas.

Tenho sim interesse por essa área e vou estando atento a algumas áreas do mundo científico e falo por vezes com algumas pessoas que trabalham na área.

Pareceu-me que as tuas dúvidas seriam da veracidade das minhas afirmações relativamente a essa área, n foi algo q saiu da minha cabeça, é algo que é realmente considerado na área, embora nem sempre utilizem a palavra espírito usando outras com o mesmo significado.

Anónimo disse...

eu estudo ciências humanas e posso afirmar que é verdade, desde sempre foi, mas depois da história ser mazinha e passar anos a impôr e a esconder, eis homens livres que querem ser felizes, que precisam acreditar, que procuram...
e precisava de justificar fontes? as ci~encias humanas existem para formar o indivíduo, não para questionar sem dar respostas..
s.