Estava escuro... tinha medo... mas fez-se luz, iluminava-me e a tudo o que me rodeava. Era eu, foi o que aconteceu quando me descobri a mim próprio!

sexta-feira, fevereiro 29, 2008

A Ousadia de Crer

Mais uma viagem de comboio a juntar a tantas outras.

Umas pessoas de pé, outras sentadas. Umas a ouvir música, outras a conversar, já não falando das que vão a ler o belo do jornal gratuito (nada contra – muitas vezes também faço parte desse leque).

Mais uma paragem, saem uns tantos, entram outros. Reparo num senhor, igual a tantos os outros, está em pé à minha frente, inclina-se ligeiramente e retira um livro da sua pasta. Abre-o e começa a ler, no sítio onde tinha ficado.

O livro, era a bíblia e isso fez-me pensar quantas vezes deixamos de fazer ou dizer algo por medo ou vergonha de assumir as nossas convicções ou opções sejam elas religiosas ou de qualquer outra natureza.

2 comentários:

lili disse...

ando agora a fazer uma peça sobre isso...
ainda ontem estive na minha preparação para o crisma a falar nisso...
e se pensarmos bem...
tantas vezes que deixamos ou deixámos de dizer ou fazer algo por pensar no que outros iriam concluir dai, o que iriam pensar...
e pouco a pouco vamo-nos afastando cada vez mais de nos.
por consequencia acabamos por nos afastar dos outros...
[por mim falo...]
é pena...
tenho pena que isso seja tantas vezes assim,
que seja tantas vezes e com tantas pessoas.
e talvez a culpa seja mesmo do ser humano, talvez, n, é memso culpa nossa
que gozamos, que pouco a pouco vamos ,por vezes, destruindo-nos mutuamente...

e para acabar com tudo isto "basta" termos um pouco mais de coragem, um pouco mais de apreso por nós,
um pouco mais de confiança...

sofia disse...

Está na Hora.
:)

*